Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Panquecas de aveia

por Claradovo, em 03.04.15

Estas são as ditas panquecas que não causam remorsos depois de comidas (desde que não comidas em excesso como é óbvio ;) ).

São uma ótima opção de pré-treino!

 

11099781_679439978826845_1147047668_n.jpg

 

 

Para cerca de 3 panquecas, precisas de:

- pouco menos de uma chávena de farinha de aveia (não refinada)

- uma chavena de bebida de amêndoa (podes optar por bebida de arroz ou aveia)

- 1 ovo e 3 claras 

- 1 colher de sopa rasa de açúcar amarelo ou mascavado (podes optar por stevia)

 

Para a cobertura:

- Queijo quark

- Manteiga de amendoim da my protein (100% amendoim) (podem comprar em: http://pt.myprotein.com/sports-nutrition/manteiga-de-amendoim/10530743.html)

- Chocolate negro (74%)

- stevia

- Bebida de amêndoa

- Fruta a gosto

 

Preparação:

- Bates o ovo e as claras, juntas a farinha e o açucar e depois a bebida de amêndoa 

- Pincelas uma frigideira pequena e anti-aderente com um poucquinho de margarina de soja ou óleo de côco 

- Juntas um terço da massa (ou o adequado a uma panqueca tendo em conta o tamanho da frigideira) e assim que cozinhar de um lado viras para o outro - deve cozinhar em lume brando

- Repetes o passo anterior até terminar a massa 

- Entre cada panqueca coloquei queijo quark 

- Para a cobertura coloquei no lume apenas cerca de 2 quadrados de chocolate negro, um pouquinho de bebida de amêndoa, menos de uma colher de chá de mandteiga de amendoim e stevia (a gosto). 

- Coloquei a fruta (usei morangos e banana e em cima adicionei o creme de chocolate e manteiga de amendoim

 

Uma verdadeira delícia fit mesmoooooo! :D 

 

11095415_679440022160174_2039240731_n.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Scones de aveia

por Claradovo, em 26.01.15

Já algum tempo que não publicava uma receita doce... Hoje lembrei-me de preparar um snack que já dá para uns dias ;)

Por que não temos que nos privar de um docinho só porque é doce, aqui fica a dica para um lanche/snack saudável.

 

961789_650269331743910_967547502_n.jpg

 

Ingredientes:

  • 150 g de farinha de aveia (moí diretamente a aveia)
  • 5 nozes moídas
  • 1 colher de chá de fermento (rasa)
  • 1 colher de sopa de margarina de soja (rasa)
  • 3 colheres de sopa de leite magro ou de soja
  • 1 ovo e duas claras 
  • 1 colher de sopa de stevia (rasa) 
  • 1 mão de uvas passas cortadas em bocadinhos pequeninos 
  • côco ralado a gosto

 

Preparação :

  • ligue o forno a 200ºC 
  • misture a farinha de aveia, o fermento, a stevia e as nozes moídas
  • faça um buraco no meio e junte o ovo, as claras, o leite e a margarina derretida
  • misture tudo e adicione as uvas passas e o côco a gosto

10942473_650269378410572_483823120_n.jpg

 

  • faça pequenas bolinhas e coloque num taboleiro previamente polvilhado com farinha

10947582_650269358410574_1167739127_n.jpg

 

  • leve ao forno durante cerca de 10 minutos
  • eu gosto de compota de frutos do bosque e chá para acompanhar, mas isso fica com o gosto de cada um ;)  

10949912_650269208410589_2087400741_n.jpg

 

 

Garanto que ficam muito bons e deixam um cheirinho na cozinha... Hum ;) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sabe interpretar corretamente um rótulo? O que procura quando o analisa? 

rótulo.png

 

 

Hoje em dia, já muita gente se preocupa em ler um rótulo mas nem todas as pessoas procuram as informações certas ou dão valor ao que realmente importa. Neste artigo vou dar o meu ponto de vista em relação a esta temática.

 

Quando vou ao supermercado e olho para o rótulo de um alimento, foco-me sobretudo nos ingredientes (quantidade de aditivos, sal, açúcar adicionado, gorduras adicionadas...); nos hidratos de carbono, guiando-me pela percentagem de dose diária recomendada (rejeito quando a percentagem "dos quais açúcares" é muito elevada comparativamente com os restantes); nas gorduras, recusando alimentos ricos em gorduras saturadas; na quantidade de fibra, se for um alimento suscetível de ser rico em fibra prefiro os que a possuem em maior quantidade; e na riqueza em proteínas (quanto mais melhor, mas claro que essa quantidade depende muito do alimento em questão e da necessidade de proteínas de cada um). Tenho atenção também à quantidade de sódio, que em bom português corresponde ao teor de sal que o alimento contém. 

 

Gosto particularmente dos rótulos que utilizam sistema de cores que nos permite ver rapidamente se as quantidades de nutrientes/componentes são excessivas ou não: 

 

semáforo.jpg

 

 

Se há coisa que não gosto é de olhar para as calorias! A quantidade de calorias depende muito do tipo de alimento e, como é obvio, um alimento rico em hidratos de carbono de absorção lenta (produtos integrais, por exemplo) possuem muito mais calorias e nem por isso são os piores aliados da dieta! O ideal é preferir alimentos balanceados no teor de açúcares e gorduras; rico, se possível, em sais minerais, vitaminas e fibras; e baixo em sal.

 

Outra coisa que  considero importante e que considero que muita gente tem dúvidas é em relação à expressão: "sem açúcar adicionado". Esta expressão não quer dizer que o alimento é melhor ou pior que outros, diz apenas que à matéria-prima inicial não foi adicionado açúcar (o que não impede que ela já seja extramamente rica em açúcares), além de que o facto de não ter sido adicionado açúcar pode querer dizer que foram adicionadas elevadas quantidades de edulcorantes artificiais, alguns deles já associados a disturbios metabólicos. Em relação aos edulcorantes, e já que toquei no assunto, prefira a Stevia ao aspartame e a outros mais utilizados pois esta primeira é um adoçante natural que provém de uma planta e que é tida como uma boa alternativa ao açúcar e aos adoçantes convencionais. 

 

stevia.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Hambúrgueres de atum

por Claradovo, em 12.12.14

 

 

 

 

10833973_627594830678027_1095981711_n.jpg

 

 

Para 4 hambúrgueres:

  • 3 latas de atum ao natural;
  • 3 ovos;
  • pão ralado; sementes de chia; sementes de sésamo;
  • 4 fatias de queijo flamengo magro

10841366_627595037344673_50816534_n.jpg

 

 

  1. Misturam-se os ovos, o atum, o pão ralado e as sementes, até ficar consistente o suficiente para serem moldados os hambúrgueres, juntamente com ervas aromáticas e um pouco de pimenta a gosto;
  2. Panam-se os hambúrgueres num pouco das sementes e do pão ralado;
  3. Numa frigideira com um fio de azeite (apenas para não pegar) colocam-se os hambúrgueres até cozinhar;
  4. Quando estiverem cozinhados coloca-se uma fatia de queijo em cima de cada um até derreter;
  5. Acompanhe com salada e legumes salteados a gosto.

10850930_627594757344701_878054008_n.jpg

 

 

Enjoy ;)

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 Alimentos para acelerar o metabolismo

por Claradovo, em 28.10.14

É muito comum ouvirmos dizer que o metabolismo lento está associado ao excesso de peso e à dificuldade em emagrecer. O termo metabolismo é usado frequentemente como referência a todas as reacções químicas que ocorrem nas células do nosso corpo. Estas reacções são responsáveis pelos processos de síntese e degradação de nutrientes que aí ocorrem com vista à obtenção de energia dos alimentos (neste último caso). Assim sendo, se temos um metabolismo lento o nosso organismo leva mais tempo para converter os nutrientes em energia, daí contribuir para o excesso de peso.

 

Existem muitas formas de acelerar o metabolismo sem nos sujeitarmos à nossa genética! A prática de exercício físico regular, dormir bem e as horas necessárias, não saltar refeições (para que o corpo não se habitue à falta de alimentos e com isso não diminua a actividade), consumir hidratos de carbono de baixo índice glicémico para que sejam lentamente absorvidos e beber muita água são medidas básicas para manter o nosso metabolismo em alta ao longo do dia.

 

Além disto, existe uma série de alimentos que contribui para o acelerar ainda mais. Aqui ficam os meus preferidos:

 

Café.

café.jpg

 

Chá verde

Cha-Verde-650.jpg

Chá preto.

cha preto.jpg

Pimenta.

pimenta.jpg

Malagueta.

malagueta.jpg

 

 

Gengibre.

gengibre.jpg

Canela.

canela.jpg

Sementes de chia.

chia.jpeg

Chocolate negro (mínimo 70%).

chocolate.jpg

Erva de trigo.

erva-trigo1.jpg

 

Lembro que pessoas com hipertensão não devem abusar destes alimentos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Duas sugestões ;)

por Claradovo, em 21.10.14

Não sabem o que fazer para o jantar? Então e que tal...

 

Salmão grelhado com legumes e macarrão integral

Salmão temperado com manjerona, oregãos, pimenta preta e alho; legumes cozidos; macarrão integral com sementes de chia.

 

IMG_20141021_185906[1].jpg

 

 

Bifes de perú grelhados com grelos salteados

Bifes de perú temperados com limão, oregãos, manjerona, pimenta preta e alho; grelos cozidos e depois salteados em pouco ezeite com alho e pimenta preta.

 

IMG_20141021_190046[1].jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A moda dos DETOX

por Claradovo, em 14.10.14

o-DETOX-facebook.jpg

 

 

Ultimamente ouve-se falar muito em batidos detox, mas será que a maioria das pessoas faz exactamente ideia do que são e para que servem?

Pois bem, quando dizemos a abreviatura “detox” estamo-nos a referir à palavra desintoxicação, popularmente designada como uma “limpeza do organismo”. Estes sumos são uma combinação fácil de vários alimentos (frutas, verduras, sementes, raízes e legumes) especialmente escolhidos por serem ricos em fibras, vitaminas e minerais e por possuírem propriedades antioxidantes e desintoxicantes, as quais vão auxiliar ao melhor funcionamento do organismo.

 

Contudo, com tantas formas que existem para incluir estes alimentos na nossa alimentação, nomeadamente os legumes, para quê fazer um sumo com eles??

A verdade é que ao confecionarmos os alimentos estes perdem muitos dos nutrientes e propriedades que possuem, nomeadamente as acima descritas, daí a incorporação destes alimentos crus nos batidos ter uma importância nutricional redobrada.

A desintoxicação, ou limpeza, é um processo que requer fluidos ricos em propriedades desintoxicantes a circularem pelo corpo, de modo a que os órgãos responsáveis por estas funções, como o fígado, possam cumprir o seu trabalho de forma mais fácil, sem serem sobrecarregados.

 

Mas serão estes batidos tão bons para a saúde que possam substituir refeições??

Os sumos detox não são prejudiciais, a menos que tenha intolerância a algum ingrediente específico ou tenha alguma condição especial de saúde. Mesmo assim, é de notar que tudo o que ingerimos em excesso pode ser “tóxico” para o nosso organismo, devendo o consumo destes sumos ser moderado. Apesar do seu alto valor nutritivo, os sumos detox não devem substituir as refeições e é importante que o exercício físico e uma alimentação rica e equilibrada continuem como prioridade. Estes sumos devem apenas ser utilizados enquanto complemento de uma dieta saudável e equilibrada.  

 

frutas1.jpg

 

Quais os melhores ingredientes a usar?

Abacate, aipo, couve, espinafres, hortelã, pepino, spirulina, frutos vermelhos, tomate, bagas de goji, cenoura, laranja, linhaça, chia, abacaxi, limão, maçã, coco, gengibre e maçã são alguns dos alimentos mais utilizados para a confeção de batidos detox graças ao seu alto valor nutricional e desintoxicante, podendo estes ser misturados com outros para tornar o sabor mais agradável.

 

Como gosto sempre de abordar matéria de atividade física, aqui fica a receita de um bom batido detox energizante para antes de um treino:

1/2 Manga, 1/2 Banana, 100 ml bebida de aveia, 1 quadrado de chocolate preto (70-76% de pureza), 2 a 3 avelãs, 1 colher de sopa de farelo de trigo (ou flocos de aveia integral).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"You can, you should, and if you're brave enough to start, you will" - Stephen King



Mais sobre mim

foto do autor


Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D